Hirama Prótese Odontológica


FAQ

Moldagem

Moldagem
  • O silicone de adição é um dos melhores materiais para impressão. Além de possuir excelente estabilidade dimensional e ser hidrofílico, permite melhor cópia do preparo. O uso desse material permite duplicar os modelos eficazmente, e assim podemos trabalhar com um modelo troquelizado e outro rígido com o objetivo de reconstruir o ponto de contato adequadamente. A base pesada deve ser manipulada sem luvas de látex a fim de não impedir a presa do material;
  • Mesmo em próteses unitárias, é aconselhável fazer o molde total da boca do paciente;
  • Respeitar o tempo indicado pelo fabricante para vazar o gesso. Normalmente, a silicone de adição permite que o modelo seja vazado no intervalo de 30 minutos até 7 dias após a moldagem, sem prejuízo para a fidelidade de cópia;
  • Fazer o registro oclusal em um material estável dimensionalmente. A cera pode facilmente se distorcer e perder a referência. Existem no mercado materiais próprios para essa finalidade que garantem mais precisão para o resultado final. Como sugestão pode ser usada resina acrílica vermelha (duralay) ou materiais a base de silicone.

Cimentação de próteses metal free

Cimentação de próteses metal free

Dissilicato de lítio ou leucita (cimentação adesiva convencional)

  • Você recebe a peça com jateamento interno;
  • Faça o condicionamento interno com ácido fluorídrico 10-12% por 20 segundos;
  • Lave abundantemente e seque;
  • Aplique silano por 60 segundos;
  • Aplique uma camada de adesivo e dê uma jato de ar a distância;
  • Aplique o cimento sobre a peça, leve ao elemento dental e fotopolimerize conforme instruções do fabricante;
  • Sobre o dente faça ataque ácido convencional.

Preparo para próteses metal free

Preparo para próteses metal free

Facetas

Facetas

Crédito da imagem: Ivoclar Vivadent.
  • Arredonde todos os ângulos retos;
  • Faça um acabamento do preparo com brocas de granulação fina;
  • Se possível mantenha todo o preparo em esmalte;
  • Término em chanfro;
  • Não deixe o término em área de contato estático ou dinâmico.


Coroa total e próteses fixas

  • Todos os ângulos internos devem ser arredondados;
  • Término em chanfro ou chanfro largo;
  • Faça um acabamento do preparo com brocas de granulação fina;
  • Expulsividade de 6°.
  • Os ângulos arredondados melhoraram a resistência do material e evitam que o estresse causado pelas cargas mastigatórias (o chamado efeito “cunha”), resultem em fraturas no material durante a fase laboratorial ou, ainda, após a cimentação.

Para facilitar o preparo, disponibilizamos para nossos cliente um kit de brocas espeficíficas, consulte-nos.



Escolha da cor

Escolha da cor
  • Faça a profilaxia do dente, removendo sujidades que podem alterar a sua cor;
  • Se possível, faça a escolha da cor sob luz natural indireta. Existem luzes artificiais que simulam luz natural e que podem ser instaladas no consultório para melhorar o processo de escolha da cor no período noturno;
  • Remova cores fortes ao redor do dente, uma vez que podem distorcer a percepção de sua cor. Por exemplo, peça para a paciente remover o batom, cubra roupas de cores fortes, use babadores de cores claras;
  • A escolha da cor deve ser rápida. Para descansar os olhos é aconselhável olhar para uma parede de cor suave, como verde ou azul;
  • Anotar detalhadamente as cores do dente na Ordem de Serviço. Ainda, se possível enviar fotos do sorriso para a nossa equipe.
  • Para um resultado ainda mais estético, informe para o laboratório a cor do remanescente dental e envie fotos. Além disso, para o sucesso estético, escolha agentes cimentantes compatíveis com a cor final. Algumas marcas possuem cimentos Try-in, que podem ser testados antes da cimentação para a verificação da cor final.